Noticias

Vereador é preso após agredir a mulher com “chineladas”

O vereador de Fátima do Sul (MS) Diego Cândido Batista, conhecido como Diego Carcará, foi preso em flagrante após agredir a esposa com “chineladas”. Ele ainda teria tentado agredir a enteada de 12 anos, após uma discussão por ter deixado um bebê cair no chão.

Segundo o relato do caso, a polícia militar foi acionada após o casal ter começado uma discussão. O vereador teria deixado o filho deles, um bebê, cair no chão, o que teria dado início a uma briga com a esposa.

Em depoimento à polícia, a vítima relata que pediu para a filha de 12 anos, enteada do vereador, pegar a criança do chão e levá-la para outro cômodo, mas Carcará teria ido atrás dos dois, pegado o bebê de volta e só o largou quando “partiu para cima” da adolescente dando uma chinelada no ombro dela. A vítima conta que, ao tentar defender a filha, teria sido agredida com chineladas no rosto pelo acusado.

A delegada Glaucea Valério informou que o vereador foi preso em flagrante e autuado por lesão corporal, mas optou por ficar em silêncio no seu depoimento. Disse aos policiais militares que a esposa “partiu para cima dele” e, por isso, tentou se defender. O suspeito já passou pela audiência de custódia, teve a sua prisão convertida em preventiva e será encaminhado ao presídio de Dourados (MS).

A esposa do vereador solicitou medida protetiva contra ele, e disse que, apesar de ser a primeira vez que o denunciou, já vinha sofrendo ameaças há alguns meses. A vítima relatou que o acusado chegou a dizer:

Se não for minha, não será de mais de ninguém.

Além disso, ela afirma ser dependente financeiramente dele e que o parlamentar a impediu de ter acesso ao carro, dinheiro e outros bens.

Leia também

Polícia prende homem suspeito de se passar por advogado e apresentar alvará de soltura falso


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo