Advocacia CriminalArtigos

Você é um advogado “porta de cadeia”?

Canal Ciências Criminais
advogado porta de cadeia

Você é um advogado “porta de cadeia”?

Desde o início dos estudos acadêmicos na Universidade, sempre me deparava com a seguinte expressão popular “advogado porta de cadeia“, mas nunca entendia os reais motivos para tal nomenclatura. Seria a Advocacia Criminal uma profissão do DIABO? Talvez o criminalista fosse uma fronteira para o INFERNO? 

Diante de tais questionamentos muitos confusos, resolvi tentar entender os motivos que a sociedade em geral se refere dessa forma aos profissionais da advocacia criminal. Em leituras de jornais e mídias sociais sempre constatamos que a população se revolta contra advogados defensores de criminosos, imputando-lhes à nomenclatura descrita acima.

No ramo da Advocacia Criminal existe preconceito e, muitas vezes, as pessoas utilizam tal expressão pejorativa, que hoje, aliás, está sendo conhecida como geradora de dano moral. 

entendimento é do juiz Rúsio Lima de Melo, do Juizado Especial Cível da Comarca de Santa Isabel, na Paraíba. O juiz condenou uma mulher a pagar 20 salários mínimos por danos morais por ela ter usado o termo para constranger seu advogado. Ainda cabe recurso.

O juiz citou trecho de um artigo do professor paranaense René Dotti, que afirma: 

Uma das formas usadas para atacar o conceito de um causídico é chamá-lo de advogado porta de essa expressão se procura dizer que o profissional é indigno de confiança junto aos colegas, juízes, clientes e demais cidadãos. A designação também serve para indicar procedimento ético reprovável e conduta hostil aos valores do Direito e da Justiça.

Devemos lembrar que, de certo modo, realmente o Advogado irá comparecer à “porta da cadeia” (delegacia), ambiente onde terá o primeiro contato com seu cliente e passará todas as informações inerentes ao caso. 

E quais são os motivos mais comuns para nomenclatura?

  • Advogado defende Bandido
  • Advogado é indigno de confiança
  • Advogado é ruim demais

Contudo, a expressão surgiu na década passada, quando advogados utilizavam o desespero dos clientes para poder ganhar dinheiro. Ou seja, chamar um advogado desse modo significa dizer que ele é indigno de confiança.

O advogado de porta de cadeia é um agente social. Ele está ali para dirimir um conflito entre sociedade versus seu cliente e, na maioria das vezes, é massacrado por estar defendendo uma pessoa que requisitou seus serviços, assim como um médico é chamado na calada da noite para salvar uma vida.

Devemos lembrar que o advogado criminalista tem um dos mais importantes papeis na sociedade: defender a liberdade. É ele quem dá voz ao agente que cometeu tal infração penal no momento em que a sociedade está lhe julgando e não está lhe dando espaço nem voz para falar.

É ele quem enfrenta toda a ira da sociedade, que muitas vezes é induzida por uma única versão empacotada pela mídia, que não condiz com a realidade dos fatos.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Continue lendo
Receba novidades em seu e-mail