NoticiasDireito Penal

Zombaria Mortal: Homem detido por compartilhar fotos e debochar das tragédias envolvendo Marília Mendonça, Gabriel Diniz e Mamonas Assassinas

Fellipe Alves, um serralheiro de 22 anos, foi preso no dia 17 de abril por compartilhar fotos de cantores famosos mortos em sua conta do Twitter. Ele também publicava vídeos de acidentes trágicos e usava personalidades artísticas como vítimas. Além disso, em suas postagens na rede social, ele zombava das tragédias com deboche e ironia.

Leia mais:

Chocante! Cabana 28: A horripilante cena de crime sem solução que abalou a família Sharp!

24 anos do Massacre de Columbine: as lições aprendidas por Sue Klebold com seu filho atirador

O perfil do criminoso foi identificado pela coluna Na Mira, e a Polícia Civil do Distrito Federal pediu sua prisão preventiva por disseminar imagens vazadas de laudos periciais obtidos em Institutos de Medicina Legal (IML).

Suas publicações incluíam zombarias de cantores como Gabriel Diniz, que morreu em 2019 vítima de um acidente aéreo em Sergipe. O indivíduo criminoso divulgou um vídeo mostrando o corpo do artista flutuando em um rio e acrescentou uma legenda zombeteira.

O criminoso usou sua conta em uma rede social para informar que possui fotos dos corpos de outros artistas

Além disso, ele usou sua conta em uma rede social para informar que possui fotos dos corpos de outros artistas e convidou as pessoas a ingressar em um grupo no Telegram.

Esse indivíduo foi detido como parte da Operação Fenrir, que tem como objetivo reprimir crimes relacionados ao vazamento de imagens desse tipo na internet. A investigação descobriu que o suspeito compartilhava essas imagens indiscriminadamente.

Ele será submetido a uma audiência de custódia nesta terça-feira para determinar se será solto ou mantido sob prisão preventiva. O nome da operação, Fenrir, refere-se a um lobo monstruoso da mitologia nórdica.

Fellipe obteve imagens de forma ilegal e as compartilhou na internet sem restrições. Ele também usou sua conta no Twitter para se referir a tragédias envolvendo personalidades famosas que ocorreram há décadas, incluindo a promessa de compartilhar fotos dos corpos dos membros da banda Mamonas Assassinas que morreram em um acidente de avião em 1996.

O criminoso não só zombou da morte desses artistas, mas também postou mensagens cheias de ódio contra o presidente Lula, incluindo a promessa de compartilhar uma foto dele com alegria.

Fonte: Metrópoles

Daniele Kopp

Daniele Kopp é formada em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) e Pós-graduada em Direito e Processo Penal pela mesma Universidade. Seu interesse e gosto pelo Direito Criminal vem desde o ingresso no curso de Direito. Por essa razão se especializou na área, através da Pós-Graduação e pesquisas na área das condenações pela Corte Interamericana de Direitos Humanos ao Sistema Carcerário Brasileiro, frente aos Direitos Humanos dos condenados. Atua como servidora na Defensoria Pública do RS.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo