• 10 de dezembro de 2019

7 dicas para atender clientes em penitenciárias

 7 dicas para atender clientes em penitenciárias

7 dicas para atender clientes em penitenciárias

Deu frio na barriga só de pensar que terá que ir ao presídio atender um cliente? Tem dúvidas de como proceder? Eu sei, também já senti isso!

Um dos momentos mais importantes na Advocacia Criminal diz respeito ao atendimento do cliente na penitenciária. É fundamental que tenhamos noção da importância do momento e que estejamos preparados para ele. Ter conhecimento do funcionamento da casa penal, das regras internas entre os internos e as formalidades exigidas farão com que você se saia bem e não tropece na desinformação!

Dicas para atender clientes em penitenciárias

Mas anote aí as 7 dicas que irão ajudar você!

1. Sua carteira da OAB. Isso é fundamental;

2. Alguns presídios exigem a necessidade de agendamento. Verifique isso antes;

3. Advogado não passa por revista íntima, mas respeite as regras e não leve pertences pessoais ou objetos proibidos. A entrada não será permitida e apenas atrasará ainda mais o seu ingresso na casa penal;

4. Informe-se, com antecedência, acerca dos horários de banho de sol e os respeite! Solicitar o franqueamento da palavra com cliente que está em banho de sol pode causar mal estar no funcionamento interno da casa penal. Em algumas penitenciárias, quando o interno está em banho de sol e o advogado insiste em falar com ele, todos os internos são colocados em cela para que o seu cliente seja levado até o parlatório. Pense nisso!

5. Importante se informar, também, acerca do horário de fechamento das celas ao final da tarde, assim chegará com antecedência para seu atendimento! Lembre-se do que falei sobre não causar mal estar interno!

6. Folha para anotação, caneta, cópia das principais peças (ou do processo), bem como procuração em branco para assinatura, caso seja primeiro atendimento, são instrumentos essenciais para um atendimento assertivo;

7. O local de atendimento é no parlatório, local apropriado e que tem sigilo da conversa preservada. Caso precise atender seu cliente fora do parlatório, solicite antecipadamente por meio de ofício encaminhado ao Diretor da casa penal e justificando a necessidade!


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Amanda Martins

Advogada criminalista